BLOG DO SORRISO

Maconha aumenta incidência de inflamação gengival

Maconha aumenta incidência de inflamação gengival

Problemas psicológicos, fumaça quente e excesso de gás carbônico provocado pela queima da maconha são os culpados pelo problema.

A maconha faz causa problemas bucais. Essa comprovação foi constatada por um estudo feito por neozelandês que apresentou uma associação da erva com o aumento de problemas gengivais.

O estudo que contou com a participação de mais de mil voluntários, acompanhou essas pessoas desde o nascimento até a meia idade. Para completar a análise, entre os 18 e os 38 elas tiveram que responder a questionários sobre seus hábitos de saúde e o uso de álcool, maconha e cigarro.

Ao término do período de testes, um resultado em especial chamou a atenção dos pesquisadores que foi os problemas bucais ocasionados pelo consumo da erva. Eles perceberam um aumento de casos de inflamação gengival grave (periodontite) nos adultos que alegaram ser habituas usuários.

A fumaça tragada também pode ter colaborado para esse resultado. Isso porque normalmente as pessoas não utilizam filtro e pode-se imaginar que a  fumaça tragada acaba entrando na boca em temperados elevadas, o que pode também acabar prejudicando a saúde da gengiva.

Além disso, o aumento na quantidade de gás carbônico na boca ocasionado pelo consumo da maconha afeta diretamente as bactérias que causam a doença gengival, uma vez que quase todas são anaeróbias, ou seja, utilizam o gás carbônico ao invés de oxigênio.

O mais recomendado é evitar o consumo da maconha e qualquer tipo de fumo.