BLOG DO SORRISO

Sexo oral: pode causar sérias doenças bucais graves

Sexo oral: pode causar sérias doenças bucais graves

Cuidados na ora da pratica do sexo oral é importante para evitar problemas graves de saúde.

Normalmente quando se pensa em sexo e proteção lembra-se logo do uso do preservativo, a camisinha; porém quando se trata de sexo oral é importante saber que existem vários outros tipos de preservativos no mercado mais apropriado para essa pratica como por exemplo a camisinha feminina ou mesmo a calcinha de látex.

O uso desses preservativos são de suma importância por existem doenças que podem ser transmitidas durante a prática do sexo oral, doenças como a sífilis, o HPV, o herpes genital, a gonorreia e tantas outras que, sem tratamento, podem levar a morte.

A camisinha masculina é a proteção mais conhecida, apesar de não ser tão eficiente assim para o sexo oral. O que acontece é que toda região ao redor do pênis fica descoberta, portanto vários vírus como por exemplo o HPV podem infectar a região da virilha e testículos expondo assim a pessoa a ser infectada pela doença.

Porém, quando a intenção é fazer sexo oral nas mulheres, existem opções como as já mencionadas calcinha de látex, que são facilmente encontrada na internet. Ela consiste em uma calcinha com uma abertura na região genital e anal que é recoberta com látex.

Também existe no mercado a camisinha lingual; porém, segundo especialistas, esse item não fornece a proteção devida, isso porque ela só protege a língua e não a cavidade oral como um todo. Já a camisinha feminina é um dispositivo bem interessante para o sexo oral na mulher uma vez que apresenta uma área grande de recobrimento e limita bastante a área de contato direto entre quem recebe o sexo oral e quem faz. Ela e a masculina são os métodos mais utilizados para evitar DSTs.

É fato que o uso de preservativos induz a uma perda de sensibilidade mas, assim como a camisinha convencional, usá-la é uma questão de saúde.